Menu

04 abr 2012

Páscoa com mais saúde

Em época de Páscoa, é sempre bom falar sobre a maior delícia de todas: o chocolate. As mamães e papais sabem que a criançada adora, mas faz bem para a saúde?
De acordo com a nutricionista Julia Dubin Melnick, o ideal é que a criança não coma doces até os dois anos de idade. As frutas, que também são docinhas e deliciosas, são as melhores opções. O chocolate é rico em gorduras e açúcar, o que não é nada saudável para o desenvolvimento infantil.
Se a criança já é maiorzinha, os pais devem limitar o consumo: a receita é um ovo a cada duas semanas. “É importante explicar que o chocolate faz parte da alimentação apenas neste período do ano, principalmente nos dias de semana. No restante do ano, se o chocolate se fizer presente, adote como regra os finais de semana ou as festinhas infantis”, sugere. Afinal, o consumo diário de doces pode levar a obesidade infantil ou adulta, diabetes, aumento dos triglicerídeos e colesterol, dentre outras complicações para a saúde.

DICAS PRÁTICAS
Tias, avós, amigos querem presentear o seu filho, certo? Isso resulta em três ou quatro ovos de chocolate para uma criança. Então, sugira que a família dê ovos pequenos, coelhinhos de chocolate ou até brinquedos ao invés de ovo enormes.

E lembre-se: os hábitos adquiridos na infância seguem pela vida toda. Por isso, é importante oferecer uma alimentação saudável e equilibrada para seu filho desde cedo.

O mais importante: a Páscoa é tempo de ressureição. Jesus passou da morte para a vida. Nesta época, é sempre bom fazer ressurgir sentimentos, como amor e alegria. São valores bem importantes para as crianças!

Ficou com dúvidas?
Fale com a nutricionista Julia Dubin Melnick.
Telefone: 51 3222.4494 – www.juliadubinmelnick.com.br